Este ano, entre dos dias  04 e 13 de outubro, acontecerá a 12ª Edição da Bienal Internacional do Livro de Pernambuco. Maior evento literário do Nordeste e o terceiro maior do país fará homenagem ao escritor pernambucano Solano Trindade (in memorian) e nos apresenta a temática “Histórias para Resistir”, o que traz como principal tema a importância da preservação e do resgate histórico da nossa cultura. 

A Bienal PE tem como objetivo atingir leitores de todas as idades e escritores dos mais diversos estilos, em um encontro que promove a cultura, celebra a diversidade do conhecimento e promove um dos setores mais importantes e promissores da economia criativa. Ao longo dos anos muitas pessoas de nome na literatura nacional e internacional marcam presença no evento, colaborando para que mais investimentos e receitas sejam geradas e assim mais pessoas sejam conquistadas pelos livros. 

Foto: Divulgação

Entre 2003 e 2017, aproximadamente de 2 milhões de pessoas participaram da Bienal. Apenas na edição de 2017, o evento abriu as portas para receber um público de mais de 100 mil pessoas, que puderam participar das 369 atividades de conteúdo e entretenimento que aconteceram em quatro ambientes diferenciados, ao longo de 11 dias de feira. 

Além  do grande público, a Bienal é uma importante fonte de renda na economia pernambucana. Em média o impacto econômico é de R$ 10 milhões, pulverizados entre as relações de compra e venda dos livros e produtos expostos durante o evento, sem mensurar os custos com transporte, estacionamento, alimentação, hospedagem e outros, dos visitantes e expositores do evento. 

Fonte: Arquivo/ Bienal PE

Entre os grandes nomes que já marcaram presença no decorrer das 02 décadas de Bienal PE, estão escritores locais, nacionais e internacionais, como um dos maiores neurocientistas do mundo, o brasileiro Miguel Nicolelis, o escritor Luis Fernando Veríssimo e o apresentador Pedro Bial. 

A Bienal PE busca estimular o gosto pela arte literária, promover a integração de quem produz e quem consome livros, sem mencionar o fato de reforçar o aspecto pedagógico de construção de cidadãos por meio da leitura. 

 

Leave a comment